EducaçãoEntenda como as metodologias ativas favorecem a aprendizagem

28 de fevereiro de 2019

Atualmente, há a aplicação de novas abordagens para a otimização e a melhoria de resultados em vários segmentos. A educação é um exemplo disso, com o surgimento de diversas iniciativas modernas para alterar paradigmas e buscar mais engajamento dos envolvidos. Nesse contexto, as metodologias ativas se destacam como uma forma diferente de enxergar o aprendizado. Esse tipo...

Atualmente, há a aplicação de novas abordagens para a otimização e a melhoria de resultados em vários segmentos. A educação é um exemplo disso, com o surgimento de diversas iniciativas modernas para alterar paradigmas e buscar mais engajamento dos envolvidos.

Nesse contexto, as metodologias ativas se destacam como uma forma diferente de enxergar o aprendizado. Esse tipo de metodologia é crucial para que as instituições consigam maior engajamento dos alunos e dos professores e um uso inteligente da tecnologia. Tudo isso ajuda a evitar a evasão de discentes também.

Para saber mais, acompanhe os tópicos a seguir.

O que são metodologias ativas?

As metodologias ativas são caracterizadas por representarem uma disrupção com relação ao padrão antigo de ensino, focado no professor, no qual o aluno exerce um trabalho mais passivo. Com os métodos novos, o objetivo é trazer o estudante para o protagonismo do aprendizado — O aluno passa a ter uma postura mais ativa na construção do conhecimento e o professor passa a se comportar mais como um orientador.

Ou seja, as estratégias devem visar ao desenvolvimento de habilidades importantes nos discentes, como a capacidade de investigação e reflexão.

Quais são os principais benefícios?

Veremos a seguir alguns benefícios de uma abordagem ativa na educação.

Desenvolvimento de uma visão mais crítica sobre o mundo

A resolução de problemas é uma atividade comum em metodologias ativas. Um exemplo é o projeto desenvolvido por estudantes no Ceará para solucionar a questão do desperdício de água.

Isso ajuda os alunos a construírem uma visão mais ampla e crítica sobre o mundo, baseada em reflexões profundas, indagações constantes e análises fundamentadas. Com isso, os estudantes se tornam profissionais e pessoas com uma boa capacidade de leitura da realidade, o que os beneficiará em diversas esferas da vida.

Desenvolvimento de habilidades socioemocionais

Outra estratégia bem recorrente em abordagens focadas no aluno é o trabalho em equipe. Nessas tarefas, os estudantes aprendem a lidar com opiniões divergentes e sugestões diversas para chegar a uma solução. Por isso, com a ajuda desse tipo de atividade, eles conseguem desenvolver habilidades interpessoais fundamentais para a vida profissional e pessoal, como comunicação, empatia e colaboração.

Ademais, com os trabalhos desafiadores e que exigem um esforço mais ativo, os discentes também conseguem cultivar competências pessoais importantes, como autonomia, autoconhecimento, resiliência e autoestima.

Quais são as principais atividades?

Aprendizagem entre times

Esse tipo de atividade consiste em unir vários alunos para buscar uma solução em comum para determinado problema. Assim, eles desenvolvem a capacidade de lidar com diferentes pessoas, compartilhar ideias e ajudar os outros na construção do aprendizado com as discussões em grupo.

É um exemplo de metodologia ativa porque os estudantes têm que se esforçar para trazer ideias e resultados e para se relacionar bem com os outros, enquanto o professor coordena tudo como um orientador.

Estudo de caso

O estudo de caso é caracterizado pela análise de situações reais para ajudar os estudantes a compreenderem melhor o mundo em que vivem, assim eles podem buscar resolver problemas que de fato existem. É interessante porque permite a contextualização dos conteúdos aprendidos, com a aplicação prática. Também é uma ótima maneira de conectar os alunos à vida profissional.

Aprendizagem baseada em projetos

Esse tipo de aprendizagem é focado em problemas que são propostos aos alunos e devem ser solucionados com o desenvolvimento de projetos. Ela envolve maior autonomia dos discentes, que buscam ideias interessantes que podem ser aplicadas àquele contexto estudado, e soluções colaborativas.

Com essa abordagem, além da comunicação, os estudantes podem desenvolver a liderança. Ademais, eles aprendem na prática como gerenciar pessoas para alcançar um objetivo, em uma abordagem que se assemelha à gestão de projetos no ambiente profissional.

Um exemplo pôde ser visto no colégio Anglo 21, em São Paulo, no qual os estudantes desenvolveram um empreendimento imobiliário, desde a planta e maquete às estratégias de marketing para a venda.

As atividades associadas às metodologias ativas desenvolvem maior autonomia nos estudantes e contribuem para que eles compreendam melhor os conteúdos e potencializem competências fundamentais. Com isso, é possível engajá-los melhor e mantê-los interessados nos estudos.

Gostou do post? Então, continue lendo e aprendendo mais sobre esse assunto com alguns exemplos práticos de metodologias ativas!

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: