EducaçãoAtenção! Precisamos falar sobre a Peppa

20 de abril de 2017

Peppa é uma porquinha amorosa que mora com seus pais e seu irmãozinho, George. Peppa adora brincar de se fantasiar e passa o dia saltando entre as poças de lama ao redor de sua casa. Suas aventuras sempre terminam com muitas gargalhadas. Está se perguntando porque estamos falando sobre uma porquinha, personagem de um desenho...

Peppa é uma porquinha amorosa que mora com seus pais e seu irmãozinho, George. Peppa adora brincar de se fantasiar e passa o dia saltando entre as poças de lama ao redor de sua casa. Suas aventuras sempre terminam com muitas gargalhadas.
Está se perguntando porque estamos falando sobre uma porquinha, personagem de um desenho animado infantil? Existe um consenso de que os meios de comunicação têm um importante papel na formação dos valores, e a televisão é um dos meios que mais influencia as pessoas, sobretudo as crianças.

Há muitas formas de se dialogar com o público infanto-juvenil e um dos recursos mais utilizados são as animações (produzidas em técnicas 2D, 3D, Stop-motion, etc). Quando uma criança assiste a um desenho animado, ela se apropria da história e dos personagens. Consequentemente, isso facilita as expressões de suas emoções e, também, a forma de lidar com questões e conflitos sociais.

Todos nós sabemos que assistir TV em excesso é prejudicial, não só para as crianças, mas para os adultos também. No mundo conectado em que vivemos, é preciso ter muito cuidado em saber o que as crianças estão assistindo. Existem muitas animações que, a princípio, parecem ser inofensivas e até educativas, mas que escondem um potencial negativo e inapropriado para as crianças.

Calma! Não vamos acusar Peppa Pig de ser má influência a nossos pequenos (embora hajam algumas polêmicas em relação ao fato de que a porquinha vive chamando seus pais de “bobinhos”), o assunto aqui é outro. Se fizermos uma análise cuidadosa, veremos que muitas animações têm um potencial educativo. Elas têm a capacidade de contribuir para a formação das crianças, tanto estimulando o interesse pela linguagem e pelo conhecimento, como discutindo valores importantes como amizade e outros.

Listamos aqui, algumas animações (apropriadas a faixas etárias diferentes), que carregam um conteúdo educativo, seja ele voltado a alguma área da educação, específica ou que tenha alguma mensagem social relevante:

1. Team Umizoomi
Segundo a Nickelodeon Brasil, Team Umizoomi foi projetada para fazer mais do que ensinar conceitos matemáticos. A ideia é “ajudar as crianças a desenvolverem suas habilidades e sua confiança na solução de problemas”.

 

2. Dora, a Aventureira
Nessa série, Dora e seu amigo, Botas, um macaco, vivem aventuras onde o telespectador também participa. O principal atrativo desse desenho, é o bilinguismo: em muitos momentos, Dora ensina palavras e frases em inglês. Na versão original, em inglês, Dora ensina palavras em espanhol.

 

 

3. Show da Luna
Luna é uma criança muito curiosa. Ela ama ciências e, a cada episódio, há uma descoberta a ser realizada. A produção é nacional e o foco está na iniciação científica voltada à crianças em idade pré-escolar. Em cada episódio, são apresentadas etapas básicas do método científico, como a observação, a experimentação e a formulação de hipóteses.

 

4. Doutora Brinquedos
Doutora Brinquedos mostra a relação de uma menina com seus brinquedos falantes. A série ensina a valorizar os cuidados com a saúde, bem-estar e higiene.

 

 

5. O Menino e o Mundo
O Menino e o Mundo é uma produção nacional. Um longa-metragem premiado em festivais internacionais. Seu enredo carrega diversas críticas sociais, o que contrasta com sua estética, que sugere ingenuidade e infantilidade. Alê Abreu, o diretor, representa de maneira lúdica os espaços e as configurações do mundo contemporâneo.



Apesar dos aspectos educativos que estão relacionados a muitas animações, nem todas são necessariamente voltadas para o público infantil, nem podem ser apreciadas apenas por essa faixa etária. Cada animação é, naturalmente, pensada para atrair públicos específicos, de idades específicas, mas já parou para pensar que os desenhos animados que vemos na TV, na maioria das vezes, visam o público infanto-juvenil ? Será que desenho animado é apenas “coisa de criança” ?

Bem, a resposta para essas e outras perguntas, serão respondidas no próximo episódio! Digo, no próximo post 🙂

 

 

 

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: