LeituraComo o cinema pode influenciar o hábito da leitura

18 de abril de 2017

Talvez um dos grandes desafios da escola e, principalmente, dos professores, seja criar em seus alunos o gosto pela leitura. Somos uma sociedade que lê pouco ou quase nada. De acordo com a 4ª edição da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, realizada pelo Ibope, em 2016, por encomenda do Instituto Pró-Livro, 44% da população...

Talvez um dos grandes desafios da escola e, principalmente, dos professores, seja criar em seus alunos o gosto pela leitura. Somos uma sociedade que lê pouco ou quase nada. De acordo com a 4ª edição da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, realizada pelo Ibope, em 2016, por encomenda do Instituto Pró-Livro, 44% da população brasileira não tem o costume de ler e 30% nunca comprou um livro. E uma boa estratégia para vencer as estatísticas pode estar na relação estabelecida com outras artes, como, por exemplo, o cinema.

Nesse sentido, o uso de adaptações literárias nas aulas e, até mesmo no dia-a- dia com auxílio dos pais, pode ser uma possibilidade real de atrair os pequenos e fazer da leitura um ato de prazer. Afinal, quem nunca se aventurou pelas páginas de um livro e, automaticamente, criou na imaginação todas as imagens de determinada cena ou as características físicas de um personagem?

A palavra e a imagem são duas linguagens que muito se assemelham, pois expressam cada uma a seu modo e com códigos diferentes, uma visão sobre determinado assunto. Juntas, elas se complementam e podem tornar a aula mais atrativa, divertida e extremamente rica em conteúdo. O cinema pode ser um grande aliado e possui ótimas opções, tanto da literatura brasileira quanto da estrangeira.

Veja abaixo cinco exemplos de livros infanto-juvenis que se tornaram clássicos na telona:


1. A Fantástica Fábrica de Chocolates

O livro “A Fantástica Fábrica de Chocolates” foi escrito pelo galês Roald Dahl e publicado em 1964. Desde então, já vendeu mais de 13 milhões de cópias em todo o mundo e foi traduzido para 32 idiomas. Em 1971, foi feita a primeira adaptação para o cinema, com o grande ator Gene Wilder no papel do excêntrico Willy Wonka. Em 2005, a Warner Bros foi responsável pela distribuição mundial do remake do filme original, desta vez dirigido por Tim Burton e estrelado por Johnny Deep.

 

2. O Menino Maluquinho

Escrito por Ziraldo, um dos mais conhecidos e aclamados escritores infanto-juvenis do Brasil, e publicado em 1980, “O Menino Maluquinho” vendeu mais de três milhões de exemplares e tornou seu protagonista num dos personagens mais conhecidos da literatura brasileira para crianças. Após o grande sucesso, a história do menino travesso virou uma série de histórias em quadrinhos. Sua adaptação para o cinema aconteceu em 1995 e foi dirigida por Helvécio Ratton. Em 1998 foi lançada a continuação “Menino Maluquinho 2 – A aventura”, dessa vez com direção de Fabrizia Pinto, filha de Ziraldo, e Fernando Meirelles.

 

3. Onde Vivem os Monstros

Obra do escritor e ilustrador americano Maurice Sendak, conhecido como o livro que revolucionou a literatura infanto-juvenil nos anos 60. Seu lançamento oficial aconteceu em 1963, mas só chegou ao Brasil em 2009, ano em que foi lançada a adaptação para o cinema. A direção do longa ficou a cargo de Spike Jonze, um dos cineastas mais inovadores da atualidade de Hollywood. “Onde Vivem os Monstros” já vendeu 19 milhões de cópias pelo mundo e é um dos livros preferidos do ex-presidente americano, Barack Obama.

4. Mary Poppins

“Mary Poppins” é o primeiro de uma série de oito livros infanto-juvenis escritos pela australiana P.L. Travers e publicado em 1934. Para quem quer ler a versão original desse clássico, um aviso: o livro é muito diferente do filme! A Mary Poppins é bem menos “fofinha” do que a versão imortalizada por Julie Andrews, no musical da Disney; a babá é voluntariosa, divertida e linguaruda, mas a diversão é garantida em ambas as obras.

 

5. Como Treinar o Seu Dragão

“Como Treinar o Seu Dragão”, animação lançada em 2010, é a adaptação apenas do primeiro volume da série escrita por Cressida Cowell, que conta com mais 12 livros. A Dream Works comprou os direitos e adaptou a história em três filmes. O primeiro foi lançado em 2010 e o segundo, em 2014. O último será lançado em junho desse ano.

 

Gostou das dicas? Então, que tal trazer o cinema para sala de aula? Os filmes inspirados na literatura podem ajudar, e muito, no ato da leitura. Incentive as crianças a soltarem a imaginação e não esqueça a pipoca!

 

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: