Professores5 qualidades de um bom professor no ensino centrado no aluno

17 de fevereiro de 2017

As qualidades de um bom professor, na maioria das vezes, está relacionada ao nível de aprendizagem de seus alunos. Por isso, há um movimento voltado para o ensino centrado no aprendiz, que vem se consolidando em meio às instituições e demandando, por parte dos docentes, uma reformulação da prática pedagógica. O termo “aprendizagem centrada no...

As qualidades de um bom professor, na maioria das vezes, está relacionada ao nível de aprendizagem de seus alunos. Por isso, há um movimento voltado para o ensino centrado no aprendiz, que vem se consolidando em meio às instituições e demandando, por parte dos docentes, uma reformulação da prática pedagógica.

O termo “aprendizagem centrada no aluno” está ligado a estudos sobre comportamento feitos por Carl Rogers. Trata-se de uma revisão nas condições hierárquicas que antigamente pautavam a relação professor-aluno.

O aluno, com isso, ganha mais autonomia em seu caminho rumo ao conhecimento e o mestre torna-se um mediador e orientador, assumindo um caráter mais consultivo.

Neste artigo, destacamos 5 qualidades de um bom professor para atender a essa nova tendência educacional.

5 qualidades de um bom professor no modelo de aprendizagem centrada no aluno

1. Assumir um papel de orientação

Mais que realizar um curso que torne alguém apto a transmitir conhecimentos, ser professor, atualmente, tende a assumir papel semelhante ao dos preceptores da Grécia Antiga, que indicavam o caminho para as descobertas de seus pupilos.

Nesse sentido, é necessário que o professor, ao entrar na sala de aula, esteja preparado para fazer com que seu aluno aprenda a aprender.

Essa é uma das ideias defendidas por Carl Rogers, em livros como Liberdade para Aprender (1969), em que o docente estimula o compartilhamento de informações, atuando como um facilitador e servindo de força motriz para a construção do conhecimento.

2. Ser criativo na hora de desenvolver tarefas

Nesse cenário em que professor e aluno são atores que trabalham em prol de um mesmo objetivo — o desenvolvimento da aprendizagem — ser criativo é uma das qualidades de um bom professor de educação infantil, de adolescentes ou adultos.

A realização de atividades que contribuam para que o discente leve para a sala de aula informações de seu cotidiano reflete o que há de melhor na educação moderna.

O professor de sucesso, portanto, ao fazer uso da criatividade em suas aulas, saberá centrar o processo de ensino-aprendizagem no aluno.

O intuito é respeitar, com isso, as particularidades de cada um, tornando o espaço escolar mais prazeroso e próximo da realidade do dia a dia dos alunos.

Para tanto, pode-se lançar mão de momentos mais lúdicos e ativos, utilizando-se de diversas práticas pedagógicas de sala de aula.

3. Estar aberto a novos conhecimentos

Quanto mais o próprio professor admitir os limites de seu conhecimento atual, mais ele se adaptará aos desafios da profissão.

Em se tratando do ensino centrado no aluno, podemos pensar que a tarefa do magistério passa a requerer uma “fome pela novidade”, que deve se equiparar à do próprio aluno.

É preciso estar aberto a conhecer coisas novas, trazidas muitas vezes pelos próprios alunos, como seriados, desenhos e outras informações das quais, talvez, o professor não tomaria conhecimento.

Tendo isso em mãos, é possível, a partir do olhar da turma, propor análises críticas, condizentes também com esse processo de “aprender a aprender”.

4. Buscar sempre por capacitação e atualização

Como já falamos, entre as qualidades de um bom professor de educação infantil ou adulta, está a busca constante pelo conhecimento e por novidades nos mais variados âmbitos da cultura e sociedade.

O professor deve se manter atualizado sobre as novas metodologias de aprendizado, a fim de guiar os alunos de maneira clara, mesmo com abertura pretendida pelas novas técnicas de educação.

Assim sendo, são de extrema importância a capacitação e as atualizações constantes para o profissional de ensino, a fim de que ele desenvolva as qualidades de um bom professor de educação infantil, de adolescentes ou adultos.

5. Ter afinidade com a tecnologia e a internet

A última das qualidades de um bom professor, aqui apresentadas, é a afinidades que ele possui com a tecnologia, principalmente com a internet. Um professor de sucesso deverá estar aberto a aprender a como utilizar a tecnologia em sala de aula e se valer de todos os recursos trazidos pelo avanço da informática.

Como esses elementos estão cada vez mais presentes na vida dos jovens — e das pessoas, em geral —, é importante entender as vantagens do uso da tecnologia na educação e utilizá-la, principalmente em um ensino focado no aluno.

Ao respeitar as novas gerações, que já nasceram no contexto tecnológico, é preciso aprender novos formatos de ensino e aplicá-los em sala de aula. Por isso, envolva as mais diversas ferramentas em suas atividades.

Utilize a leitura digital em seu dia a dia em sala de aula levando opções de materiais em formatos virtuais e peça que os alunos também levem materiais como ebooks, referentes ao tema do próximo encontro na escola. Dessa forma, todo o processo vai se tornar ainda mais rico.

Como você vem se desenvolvendo para possuir as qualidades de um bom professor? Como está implantando o processo de ensino-aprendizagem em sua sala de aula? Já seguiu alguma de nossas dicas? Deixe seu comentário e conte-nos sua história!

A Árvore de Livros faz um trabalho pedagógico de desenvolvimento da leitura em uma plataforma 100% digital. Somos apoiados pela Fundação Lemann e adotados por grandes redes de ensino como a Rede La Salle e a Rede Salesiana.

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: