LeituraÚltima chamada para a Terra do Nunca

6 de outubro de 2016

Você já imaginou hoje? Sim, esta pergunta pode parecer esquisita à primeira vista, mas pense no significado dela. “Imaginação”  é uma das características que nos define como pessoas e está presente em nós desde o início da história humana. Como assim? Pense da seguinte forma: a imaginação nos permite ver o que não existe, sendo...

Você já imaginou hoje?

Sim, esta pergunta pode parecer esquisita à primeira vista, mas pense no significado dela. “Imaginação”  é uma das características que nos define como pessoas e está presente em nós desde o início da história humana. Como assim? Pense da seguinte forma: a imaginação nos permite ver o que não existe, sendo assim precisamos dela para criar qualquer coisa nova. O problema é que com o passar dos tempos essa característica tem virado cada vez mais “coisa de criança” e os resultados na nossa sociedade são visíveis.

Mas como fazemos para mudar esse estigma? Vejamos três passos práticos que podem nos ajudar a não perder essa característica tão importante.

  1. Leia histórias que não existem

Ficção! Sem dúvida você já ouviu falar desse gênero, seja em filmes, videogames ou livros. A questão é que essas histórias nos permitem fugir da cotidiana realidade e nos transportar para mundos e mentes diferentes, os quais nós nunca poderíamos viver realmente. O autor americano Edgar Lawrence fez o seguinte comentário sobre ficção: “Você vai experimentar o amor, se assim o desejar, ou fome, ou se afogar ou cair através do espaço ou segurar uma pistola quente em sua mão com a polícia batendo na porta”. Dessa forma você estará exercitando e aprimorando sua capacidade de imaginar.

  1. Dê uma chance para a fantasia

Eu diria que a Fantasia é o grau mais imaginário da ficção, nela nós podemos medir se somos apenas criaturas racionais ou não. Alguns dos maiores estudiosos da literatura acreditam que a irrealidade contida na fantasia estimula o pensamento e a aceitação de coisas que normalmente seriam absurdas, é capaz de melhorar a qualidade de vida trazendo senso de humor e uma imaginação mais vívida.

  1. Sem preconceitos

Não pense que é coisa de criança ou que você não tem tempo pra isso! Talvez você esteja acostumado a ler apenas livros que ensinam coisas de maneira mais prática e explícita, afinal, essa é uma das melhores formas de se adquirir conhecimento teórico sobre praticamente qualquer assunto, mas agora que você já sabe a necessidade que temos de imaginar não seria a hora de dar uma chance para sua imaginação? Mesmo que você não absorva tanto conhecimento técnico de maneira tão explícita, você estará desenvolvendo uma característica importantíssima que talvez esteja sendo um pouco subutilizada.

Então não se prenda ao “real” com o pensamento errado de que você não precisa mais imaginar, veja os benefícios práticos da imaginação, quem sabe se não é isso que está faltando? Se você é um professor, ajude seus alunos a viajar para mundos diferentes e viver vidas que seriam impossíveis no mundo real, deixe-os se aproximar da leitura de maneira mais sutil e “imaginária”. Se você é apenas uma pessoa que está lendo esse texto sem compromisso, lembre-se do seguinte: a imaginação não se perde quando você cresce, você que a esquece, então não deixe isso acontecer.

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: