Leitura7 livros para trabalhar a consciência negra com seus alunos

17 de novembro de 2017

O dia 20 de novembro marca a morte de Zumbi dos Palmares em 1695, ao resistir às forças escravagistas que haviam destruído o Quilombo dos Palmares. Desde 2003, a data foi incluída no calendário escolar como o Dia Nacional da Consciência Negra. Em um país tão dividido quanto o Brasil, que possui uma estrutura social...

O dia 20 de novembro marca a morte de Zumbi dos Palmares em 1695, ao resistir às forças escravagistas que haviam destruído o Quilombo dos Palmares. Desde 2003, a data foi incluída no calendário escolar como o Dia Nacional da Consciência Negra.

Em um país tão dividido quanto o Brasil, que possui uma estrutura social tão complexa e ainda pautada pelo racismo, é muito importante que os professores consigam abordar este tema com os alunos na sala de aula. 

O negro deve ser colocado como sujeito histórico e devem ser valorizadas as ideias e o pensamento de importante intelectuais afro-brasileiros. Além, é claro, de sua contribuição para a cultura e nacional.

Para auxiliar o professor nesta tarefa, selecionamos alguns livros para trabalhar a consciência negra.

Livros para trabalhar a consciência negra

Os livros a seguir são de grande ajuda para falar sobre a consciência negra. Eles debatem a questão teórica da negritude no país para que os professores possam se embasar para tratar a questão na sala de aula, mas também livros com personagens centrais negros para os alunos.

1. Os cabelos de Sara, de Gisele Gama Andrade

intermediaria_low_capa_-_os_cabelos_de_sara

Nossa primeira indicação de livros para trabalhar a consciência negra, Os cabelos de Sara discute, em mais uma historinha da simpática personagem Sara, um assunto importante: o respeito à diversidade. É uma excelente oportunidade de professores e estudantes das séries iniciais debaterem o tema em sala de aula.

2. Zumbi, o último herói dos Palmares, de Carla Caruso

intermediaria_low_9788574169422

Este livro conta a trajetória de Zumbi, um menino negro que nasceu livre em Palmares, Alagoas, mas foi entregue a um missionário português ainda criança. Ele acaba escapando e volta para a sua terra, onde assume a liderança do quilombo dos Palmares e passa a comandar as batalhas pela liberdade do seu povo.

3. Quissama, o império dos capoeiras, de Maicon Tenfen

intermediaria_low_9788578481506

Rio de Janeiro, dezembro de 1868. O moleque Vitorino Quissama foge da senzala para procurar a mãe desaparecida. Recorre ao viajante Daniel Woodruff, ex-agente da Scotland Yard que pode ajudá-lo em sua missão.

Transitando entre os salões da corte e as precárias moradias dos cortiços, a dupla terá de enfrentar os perigos e as injustiças de uma sociedade sustentada pelo trabalho escravo.

Baseado nos manuscritos de Daniel Woodruff (1832-1910), O Império dos Capoeiras reconstitui a saga de uma cidade dividida pela guerra secreta dos Nagoas e Guaiamuns, duas das maiores e mais temidas maltas do século XIX.

Numa época em que o escritor José de Alencar era Ministro da Justiça e o Império do Brasil destinava todos os seus recursos à Guerra do Paraguai, Woodruff mal podia imaginar que, por trás da busca pessoal de Vitorino, insinuava-se uma conspiração que mudaria os rumos da nossa História.

Leia maisLivro digital ou impresso: qual a opção mais atrativa para crianças?

4. A herança africana no Brasil, de Daniel Esteves

intermediaria_low_9788582861011

Na nossa quarta indicação de livros para trabalhar a consciência negra, A Herança africana no Brasil, mostra que a presença de elementos africanos têm enriquecido a sociedade brasileira por séculos.

Mas essa é também uma história de trabalho e sofrimento, perseguição e superação. Nesta HQ inédita, conhecemos os princípios da escravidão no Brasil, suas várias etapas, as lutas pela libertação, e a maneira como a influência africana ajudou a formar a cultura, a religiosidade, o cotidiano e o próprio povo brasileiro.

Complete sua leituraComo os quadrinhos podem incentivar o hábito de leitura?

5. O livro dos negros, de Lawrence Hill

intermediaria_low_9788561977887

O Livro dos Negros conta a história de Aminata Diallo, uma das personagens femininas mais fortes e marcantes da ficção contemporânea.

Aminata foi sequestrada, ainda criança, na África, e vendida como escrava na Carolina do Sul. Após a Revolução Americana, ela foge para o Canadá e escapa da vida de escrava para tentar uma nova história em liberdade.

O livro traz uma história que nenhum ouvinte e nenhum leitor esquecerão. O nome O Livro dos Negros se deu devido ao documento histórico, mantido por oficiais navais britânicos, ao fim da Revolução Americana.

O documento oficializou os negros que serviram ao rei na Guerra e fugiram para Manhattan, no Canadá, em 1783. Apenas os negros que estivessem no Livro dos Negros poderiam escapar e conseguir sua liberdade.

Aminata Diallo percorre toda uma longa trajetória com a finalidade de conseguir entrar no Livro dos Negros e conquistar sua liberdade. A obra, marcante e inesquecível, tornou-se uma mini-série de sucesso nos Estados Unidos. Dirigida e escrita por Clemente Virgo (The Wire) e protagonizada pela atriz Aunjanne Ellis e Cuba Gooding Jr.

6. Negritude: usos e sentidos, de Kabengele Munanga

intermediaria_low_arvore-9788582176443

Nossa penúltima indicação de livros para trabalhar a consciência negra traz muitos questionamentos que ajudarão a falar sobre a consciência negra na sala de aula.

  • O que significam a negritude e a identidade para as bases populares negras e para a militância do movimento negro?
  • Por onde deve passar o discurso sobre essa identidade contrastiva do negro, cuja base seria a negritude?
  • Passaria pela cor da pele e pelo corpo unicamente ou pela cultura e pela consciência do oprimido?

A partir de questionamentos como esses, Kabengele Munanga debruça-se sobre a construção identitária do Brasil ao longo dos tempos, partindo do princípio de que o conceito de identidade recobre uma realidade muito mais complexa do que se pensa, englobando fatores históricos, psicológicos, linguísticos, culturais, político-ideológicos e raciais.

Ao tratar da negritude e da identidade negra na contemporaneidade, o autor discorre ainda sobre o conceito na diáspora, contemplando o que se pode chamar de tentativa de assimilação dos valores culturais do branco, abordando discursos pseudojustificativos e diferentes acepções e rumos da negritude.

Escrito por um dos maiores estudiosos da cultura negra no Brasil e no mundo, este livro, integrante da coleção Cultura Negra e Identidades, figura como obra relevante e inquietante sobre a temática. E, principalmente, acerca da construção identitária da nação e da configuração social, cultural, política e econômica no Brasil.

7. Racismo, sexismo e desigualdade no Brasil, de Sueli Carneiro

intermediaria_low_9788587478740

Entre 2001 e 2010, a ativista e feminista negra Sueli Carneiro produziu inúmeros artigos publicados na imprensa brasileira. Racismo, sexismo e desigualdade no Brasil reúne, pela primeira vez, os melhores textos desse período.

Neles, a autora nos convida a refletir criticamente a sociedade brasileira, explicitando de forma contundente como o racismo e o sexismo têm estruturado as relações sociais, políticas e de gênero.

Num momento em que nosso país depara com temas polêmicos, como o Estatuto da Igualdade Racial e as cotas em universidades, a Coleção Consciência em Debate pretende discutir assuntos prementes que interessam não somente aos movimentos negros como a todos os brasileiros. Fundamental para educadores, pesquisadores, militantes e estudantes de todos os níveis de ensino.

Leia maisLeitura Digital: como o hábito beneficia a aprendizagem?

Vale lembrar que você encontra todos esses volumes na plataforma de leitura digital Árvore de Livros!

Já conhecia todos esses livros para trabalhar a consciência negra? Já usou algum para Como trabalhar a consciência negra em sala de aula? Deixe sua opinião nos comentários.

A Árvore de Livros faz um trabalho pedagógico de desenvolvimento da leitura em uma plataforma 100% digital, adotada por grandes redes de ensino como a Rede La Salle e a Rede Salesiana.

Somos apoiados pela Fundação Lemann, sendo a plataforma de tecnologia educacional com melhores resultados até hoje. Entre em contato com a nossa equipe e transforme seus alunos e leitores ativos!

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.