LeituraComo incentivar a leitura em casa

3 de outubro de 2016

Despertar a vontade de ler nos pequenos pode ser um grande desafio para os pais. “Qual é a melhor forma de instigar a curiosidade?”, “que temas da literatura devo explorar?”, “existe um tempo recomendado para o meu filho ler todos os dias?”. Todas essas questões são muito comuns entre os pais que querem incentivar a...

Despertar a vontade de ler nos pequenos pode ser um grande desafio para os pais. “Qual é a melhor forma de instigar a curiosidade?”, “que temas da literatura devo explorar?”, “existe um tempo recomendado para o meu filho ler todos os dias?”. Todas essas questões são muito comuns entre os pais que querem incentivar a leitura em casa e, infelizmente, não existe um manual de instruções indicando passo a passo como fazer do seu filho um rato de biblioteca. Mas, calma. Ainda há solução! A Guten conversou com Roberta Bento, especialista em Aprendizado Baseado no Funcionamento do Cérebro e uma das fundadoras do site “Socorro Meu Filho não Estuda”. Roberta respondeu às principais dúvidas dos pais que querem fomentar o hábito de ler. Confira:

Existe um tempo recomendável para a criança ler todos os dias?

Recomendamos 30 minutos diários para crianças mais novas e dois períodos de 30 minutos, com intervalo de cinco minutos entre cada período para os pré-adolescentes e adolescentes. É importante que os pais ajudem a criança a ser cada vez mais independente, criando o hábito de ler sozinha. Para que isso aconteça, a sugestão é que os pais leiam também, enquanto os filhos leem. Criar momentos para que todos estejam sentados com seus livros, sem a interferência de qualquer distração, como televisão ou celular é fundamental para que as crianças possam desenvolver habilidade de foco e concentração.

 Imagem: reprodução
Roberta Bento e Taís Bento fundadoras do site “Socorro meu filho não estuda”.

Como selecionar os livros de acordo com a faixa etária da criança?

Para crianças de até dois anos de idade, o importante é que os livros ofereçam possibilidades de explorar os sentidos como o tato e audição. A partir de então, a própria criança é a melhor fonte para que os pais façam uma boa escolha. Para que elas desenvolvam o hábito e o prazer por explorar e escolher seus livros, os pais podem começar com passeios em bancas e nas seções de literatura infantil de boas livrarias. Outra dica é criar o cantinho da leitura em casa, para que livros, revistas e materiais a serem explorados estejam sempre disponíveis e ao alcance dos filhos.

Desenvolver o gosto pela leitura em crianças já alfabetizadas envolve aceitar que seu filho vai ler sobre aquilo que interessa a ele.

Se algumas temáticas não interessam os filhos, os pais devem insistir?

Sim, é importante que a criança desenvolva o hábito de ler sobre temas variados. O desafio, porém, é oferecer a variedade sem que a criança acabe por desenvolver uma relação negativa com a leitura. A melhor forma é despertar na criança a curiosidade em relação aos gêneros e temas que não são seus prediletos. A sugestão que geralmente damos aos pais é para que usem a mesma ferramenta que, durante um período da vida, os filhos usam com muita frequência e através da qual descobrem o mundo – perguntando “por quê? ”. Se você percebe que seu filho de 10 anos não se interessa por História, por exemplo, experimente em algum momento perguntar “por que será que nossa cidade tem esse nome?”. Se ele for um pouquinho mais velho, acrescente uma dose de desafio à mesma pergunta: “vamos ver quem descobre primeiro?”.

O que eu faço se o meu filho não tem interesse por clássicos da literatura?

O início do processo para desenvolver o gosto pela leitura em crianças já alfabetizadas envolve aceitar que seu filho vai ler sobre aquilo que interessa a ele. E aí está o desafio. Seu filho de 11 anos pode ser fã de um grupo musical que em nada agrada você, pai. Mas se um artigo ou uma revista sobre esse grupo musical é o que desperta a atenção dele para a leitura, esse vai ser o melhor começo. Não se preocupe, vai passar e duas mudanças fatalmente virão: seu filho vai amadurecer e o assunto de interesse vai mudar. Mais que isso, ele vai desenvolver o gosto pela leitura e estará aberto a livros com conteúdo de maior qualidade.

Créditos: Shutterstock
Créditos: Shutterstock

Incluir notícias na rotina de leitura do meu filho pode ajudar?

Notícias são excelentes atrativos, desde que você consiga também, na fase inicial, despertar em seu filho a curiosidade para saber mais sobre um assunto que já é interessante para ele. Melhor ainda se os pais conseguirem acrescentar o truque de, ao ler o jornal ou revista antes, já despertar a curiosidade do filho para alguma outra reportagem que esteja na sequência. Esse é um esforço que tem alto retorno em curto espaço de tempo, pois a criança que desenvolve o hábito da leitura de notícias desenvolve senso crítico e uma crescente sede por mais informação!

 

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: