LeituraComo incentivar a leitura de forma lúdica

12 de abril de 2019

Na era digital, a atenção das crianças é cada vez mais disputada por dispositivos eletrônicos e estímulos diversos. Nesse contexto, como é possível garantir que elas desenvolvam também o gosto pela leitura? Já sabemos que incentivar a leitura na infância é essencial para o desenvolvimento de habilidades de comunicação, de interpretação e até mesmo da capacidade...

Na era digital, a atenção das crianças é cada vez mais disputada por dispositivos eletrônicos e estímulos diversos. Nesse contexto, como é possível garantir que elas desenvolvam também o gosto pela leitura?

Já sabemos que incentivar a leitura na infância é essencial para o desenvolvimento de habilidades de comunicação, de interpretação e até mesmo da capacidade de empatia. Hoje, estratégias para tornar a leitura divertida e cativante são cada vez mais importantes para a formação dos novos leitores, seja em casa ou na escola.

8 formas lúdicas de incentivar a leitura

As atividades lúdicas são aquelas ligadas às brincadeiras, à imaginação e à diversão. Essas práticas são essenciais na infância, porque incentivam a criatividade e contribuem para o desenvolvimento das crianças.

Quando professores e famílias usam estratégias para incentivar a diversão e reduzir o estresse de uma atividade relacionada à leitura, as crianças criam uma relação positiva com os livros e desenvolvem melhores habilidades leitoras.

Além disso, momentos divertidos de leitura reforçam os vínculos afetivos entre a criança e quem lê com ela. Por isso, incentivar a leitura de forma lúdica é importante tanto na escola como em casa.

Separamos 8 dicas de atividades para você fazer os pequenos gostarem de ler e aprenderem muito mais com os livros:

1. Mapa da história

Depois de ler uma história junto com a criança, essa atividade vai incentivá-la a reconstruir os diferentes espaços da narrativa em sua memória. Peça que ela imagine um mapa do livro lido, ou então de uma parte dele.

Em uma cartolina, a criança vai desenhar os diferentes espaços da história, podendo incluir os personagens, suas casas, os caminhos que eles fizeram, e até legendas. Além de trabalhar a prática da narrativa e a memória de forma bem divertida, a criança também desenvolverá noção de escala ao colocar tudo isso no papel.

2. História na caixa de pizza

Outra ideia que funciona muito bem para o processo de compreensão e resumo de uma história é utilizar uma caixa de pizza. Após a leitura, a criança pode escrever ou desenhar em cada “fatia” da caixa uma parte da história, até terminar todo o círculo.

Isso ajuda o pequeno leitor a entender conceitos como começo, meio e fim da narrativa, além de associar causas e consequências. Ao reconstruir a história nesse suporte tão inesperado que é parte de seu dia a dia, a criança também treina o raciocínio e a escrita de maneira lúdica.

Leia também: Qual é a idade certa para aprender a ler?

3. Teatro de fantoches

Uma forma super tradicional de contar histórias, que as crianças sempre adoram, é usar fantoches e bonecos. Com materiais baratos como papelão é possível produzir uma moldura para o teatrinho, contando com a ajuda da criança para pintá-la e decorá-la.

Os fantoches podem ser de tecido ou também confeccionados pelas próprias crianças com materiais reciclados, como rolos de papel higiênico e garrafas pet. Basta escolher a história da vez, separar os materiais e incentivar cada pequeno a criar um personagem para fazer a encenação.

4. Histórias em quadrinhos

É comum que os primeiros contatos com a leitura aconteçam por meio de histórias em quadrinhos. Os quadrinhos são inovadores e divertidos na construção das narrativas, e prendem a atenção dos leitores. Por isso são uma ótima ferramenta para incentivar o gosto por ler na infância.

Através da observação das imagens, a criança consegue ter um entendimento melhor do texto, o que ajuda no processo de aprendizagem. Além da leitura, incentive também a produção de uma história em quadrinhos, incentivando a escrita junto com a criatividade e a coordenação motora.

5. Criação da trilha sonora

Para tornar uma história ainda mais envolvente, que tal incentivar a leitura pedindo para a criança a criar a trilha sonora da história? Você pode usar instrumentos musicais, mas também outros materiais como caixas de plástico, papel alumínio, apitos…

Dê o controle desses diferentes sons para a criança. Ela vai precisar prestar atenção na história para conseguir fazer os efeitos certos, na hora certa. Isso faz com que ela se sinta dona do momento da leitura, incentivando sua criatividade e a imaginação.

6. Jogo da memória literário

Para que as crianças mergulhem ainda mais no universo de uma história, o jogo da memória literário é uma ótima atividade. A ideia é seguir as mesmas regras do jogo da memória tradicional, mas com cartas relacionadas ao livro. E parte da brincadeira é criar as cartinhas!
Basta recortar quadradinhos de papel e separá-los em pares. Em cada par, a criança pode desenhar e escrever um elemento da história: um personagem, um lugar, um objeto, ou até mesmo o título do livro. Espalhem todas as cartas no chão e divirtam-se!

Leia também:8 formas de ensinar o alfabeto de forma lúdica

7. Criar um novo final

Essa é uma brincadeira clássica que nunca perde a graça. Depois de ler um livro, as crianças deverão criar um novo final para a história. Nessa hora, não há limites para a imaginação!

Elas podem escrever esse novo final ou até mesmo desenhá-lo ou encená-lo em um teatro. Em grupo, essa atividade têm ainda mais potencial para promover a troca de ideias e a colaboração entre os pequenos autores.

8. Livros personalizados

Os livros personalizados incentivam a leitura de forma lúdica e divertida. Neles, a criança é a protagonista da história, com um personagem criado com seu nome e suas características físicas. E qual leitor nunca sonhou em ser parte de sua história favorita?

A Dentro da História é uma plataforma online que permite criar livros personalizados das crianças junto com seus personagens favoritos, como a Turma da Mônica e a Patrulha Canina.

Além de criar o gosto pela leitura, os livros também incentivam o protagonismo das crianças e podem ser trabalhados nas escolas para a alfabetização, seguindo as exigências da Base Nacional Comum Curricular.

Clique aqui e conheça todos os benefícios dos livros personalizados para incentivar a leitura!

 

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: