EducaçãoLousa digital

9 de novembro de 2016

Giz e quadro-negro sempre fizeram parte do cenário da sala de aula. Porém, hoje as escolas contam com tecnologias que estão revolucionando essas velhas ferramentas conhecidas pelos educadores. Um exemplo é a lousa digital, um recurso cada vez mais usado pelos professores. Sua escola já utiliza essa ferramenta? Neste post, vamos falar um pouco sobre...

Giz e quadro-negro sempre fizeram parte do cenário da sala de aula. Porém, hoje as escolas contam com tecnologias que estão revolucionando essas velhas ferramentas conhecidas pelos educadores. Um exemplo é a lousa digital, um recurso cada vez mais usado pelos professores. Sua escola já utiliza essa ferramenta?

Neste post, vamos falar um pouco sobre as suas vantagens e mostrar como os educadores que já a incorporaram em suas aulas veem essa solução. Finalmente, falaremos sobre alguns cuidados para que a lousa digital, realmente, ajude a potencializar a aprendizagem dos alunos. Continue a leitura e confira!

As vantagens da lousa digital

Existem hoje vários modelos dessa ferramenta no mercado e todos eles compartilham algumas vantagens, que merecem ser destacadas. Vejamos as principais delas a seguir.

Possibilita um aprendizado mais agradável

Quando alguém precisa focar sua atenção muito tempo em um único tipo de estímulo (fala, leitura etc.), é comum que esse esforço produza cansaço. Nas crianças, tal efeito é ainda mais acentuado — o que prejudica o aprendizado e a própria percepção da sala de aula, que se torna um espaço entediante.

Nesse sentido, a lousa digital permite que o professor utilize formatos variados de arquivos. Ele pode combinar textos, exibir imagens como mapas e fotos, vídeos, slides, inserir músicas nas apresentações, e mais. Assim, ao preparar suas aulas, você tem a possibilidade de realizar atividades mais interessantes e interativas na aula, proporcionando uma variação de estímulos que instiga a atenção e um aprendizado mais agradável.

Adapta-se à necessidade das turmas

Não há dúvida de que, hoje, o mercado oferece uma série de produtos digitais para a educação. No entanto, nem sempre as ferramentas oferecem recursos voltados ao nível exato de desenvolvimento daquela turma.

Com a lousa digital, isso não acontece. O próprio professor é quem prepara a aula, tendo autonomia total para usar as imagens e trechos de vídeos, bem como outros recursos que desejar. Isso torna o conteúdo personalizado, adaptando-se ao seu próprio programa de ensino e às necessidades das turmas.

Facilita a otimização do tempo em sala de aula

O tempo que o professor gasta fazendo anotações na lousa para exemplificar a sua aula ou passar exercícios, por exemplo, pode ser poupado com a lousa digital.

O equipamento permite que o educador traga a maioria das anotações prontas, em forma de slides. Depois, ele consegue utilizar esses slides, vídeos ou qualquer outro formato em várias turmas, sem precisar escrever novamente em cada sala onde apresentará o mesmo tema. Com isso, sobra tempo, por exemplo, para o desenvolvimento de metodologias ativas e a implementação de inovações.

Algumas lousas têm ainda uma caneta virtual específica, com a qual o professor pode fazer anotações adicionais, que são salvas e incorporadas ao arquivo original, sem a necessidade de serem refeitas a cada aula. E todo esse conteúdo digital poderá ser compartilhado com os alunos ou mesmo publicado no blog da escola.

Permite o acesso instantâneo à informação

O educador tem papel fundamental na mediação da construção do conhecimento, e é natural que não seja o detentor de todas as informações sobre o assunto lecionado. Nessa relação com o aluno, é importante que o professor também mostre os caminhos que faz quando tem dúvidas ou perguntas que não sabe responder e, portanto, sente a necessidade de pesquisar.

Com a lousa digital, ele pode abrir instantaneamente uma tela visível para toda a turma e fazer nela uma pesquisa pela internet. Ele pode, inclusive, aproveitar esse momento para mostrar aos alunos como realizar essa busca, analisar os resultados que aparecem e de que forma avaliar as fontes para se certificar de que a informação encontrada é confiável. Assim, educador e estudantes aprendem muito mais.

A avaliação dos educadores que já utilizam a lousa digital

O Colégio Miguel de Cervantes, da zona sul de São Paulo, implementou essa tecnologia em 2004, usado desde a educação infantil até o ensino médio, em todas as salas de aula. Os professores destacam que essa ferramenta é extremamente prática e possibilita a apresentação do conteúdo de uma forma mais dinâmica e interativa.

“Hoje, eu não me vejo dando aula sem a lousa digital”, diz Pollyanna Cardoso, professora polivalente das turmas do 4º ano do Ensino Fundamental.

Para ela, seu grande diferencial é a possibilidade de unir todos os recursos em uma única ferramenta. Por meio da lousa é possível fazer apresentações, exibir vídeos e mostrar imagens. O computador é usado para executar programas como Word e Power Point, e a interatividade com os conteúdos é feita por meio de uma caneta especial do próprio equipamento.

Entre os recursos tecnológicos disponíveis na ferramenta está o scrapbook. “Com ele, você pode destacar partes principais e fazer anotações [no texto]. Isso facilita a localização do aluno quando ele vai pegar uma caneta e vai desenhar no livro dele”, afirma a professora. Além disso, ela ainda tem um diferencial importante: essas informações adicionais podem ser salvas e, posteriormente, disponibilizadas aos alunos.

A educadora também destaca o trabalho realizado com mapas: “você utiliza a caneta para mostrar a localização dos pontos cardeais e colaterais. É muito interessante! As crianças estão muito habituadas à tecnologia, o que facilita o aprendizado”.

Outra possibilidade é uma atividade feita no Colégio Miguel Cervantes: os “painéis de soluções”. Os estudantes podem, por exemplo, resolver problemas de matemática diante da turma e apresentar aos colegas o que fizeram para chegar à resposta. Em vez de escrever tudo na hora, eles podem usar a caneta para mostrar os passos de seu raciocínio e projetar os materiais que trouxeram de casa. “Eles se sentem muito importantes ao passar o seu conhecimento”.

Cuidados que garantem a eficácia da lousa digital

Vale ressaltar, aqui, que para usar todos os recursos disponíveis é necessário que os professores façam um planejamento. “É importante saber que existem esses recursos e que eles podem enriquecer a sua aula”, conta a educadora.

A implementação da ferramenta foi gradativa e exigiu que a escola fizesse reformas para se adaptar à nova tecnologia. Eles colocaram computadores e trocaram as lousas das oito salas do colégio. Uma equipe de suporte foi disponibilizada para solucionar possíveis falhas técnicas.

Para dar certo, a instalação da lousa digital na sala de aula precisa estar aliada ao preparo do educador para utilizá-la. No Colégio Miguel de Cervantes, por exemplo, os professores passaram por capacitação. “Veio uma pessoa da empresa para apresentar a tecnologia e, depois, veio um especialista em tecnologia [do próprio colégio], que fez esse treinamento e elaborou uma apostila”, explica a educadora.

Enfim, como podemos ver, a lousa digital é mais uma ferramenta que facilita o dia a dia do professor e permite a preparação de aulas mais dinâmicas e interativas, bem como o uso de uma quantidade praticamente infinita de recursos para potencializar a aprendizagem. O que você acha dessa ideia?

Se a tecnologia em sala de aula já é excelente para promover a construção do conhecimento, imagine o que ela pode fazer na palma da mão dos alunos! Então, se gostou deste artigo e quer saber como o mobile learning está revolucionando o ensino, confira também os 7 benefícios do mobile learning!

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: