EducaçãoEducadores mostram suas visões sobre o Guten News

7 de dezembro de 2016

Alunos da ABA Global School foram repórteres por um dia e entrevistaram seus colegas, professores e coordenadores, para saber mais sobre o Guten News. No último post, mostramos como foi a conversa com os professores que utilizam o Guten News em sala da aula. Agora, na segunda parte do projeto Repórter Guten, os estudantes entrevistaram...

Alunos da ABA Global School foram repórteres por um dia e entrevistaram seus colegas, professores e coordenadores, para saber mais sobre o Guten News. No último post, mostramos como foi a conversa com os professores que utilizam o Guten News em sala da aula. Agora, na segunda parte do projeto Repórter Guten, os estudantes entrevistaram seus coordenadores, para entender o que eles acham da ferramenta. A missão foi dos repórteres Victor Lins e Daniel Motta, que entrevistaram a coordenadora de Tecnologia Educacional, Roberta Ferraz Vieira, e a coordenadora do Ensino Fundamental, Anarruth de Andrade Correa.

Repórter: Como você descobriu o Guten?

Roberta: Em 2014, quando eu fui para um evento na Universidade de Harvard, eu conheci Danielle Brants que é a fundadora da Guten. Na época, [o aplicativo] não tinha sido lançado e ela me falou de como estava desenvolvendo e qual era a intenção do projeto. A gente ficou em contato durante um tempo, até que foi lançada a versão beta. A Danielle entrou em contato comigo, para me avisar, e no começo de 2015 já mostrei para as professoras da escola. Agora, estamos usando com o 4° e o 5° ano da escola.

Repórter: Qual é a melhor qualidade do Guten?

Roberta: Eu gosto muito do design do aplicativo. Eu acho ele fácil de usar, porque tem que ter isso também, a interatividade tem que ser fácil e legal de se ver. Além disso, eu acho o atendimento e o apoio ao professor fantásticos, porque o professor recebe os planos de aula prontos em uma qualidade muito boa.

Anarruth: Seria no sentido de a criança ler através do computador, sem ser um livro, sem ser um jornal. A gente está lendo notícias atualizadas no computador e realizando atividades relativas à leitura e interpretação.

Repórter: Você conhece outro app concorrente?

Anarruth: De Língua Portuguesa não, de Língua Inglesa, sim. O Guten traz uma coisa que é muito interessante que são os descritores. Para cada função da língua oral da leitura tem um descritor que vai pontuando ao professor uma forma de ele ver a evolução da criança no seu processo de leitura, interpretação, compreensão e também do uso da funcionalidade da língua.

Repórter: O que você acha importante no uso de tecnologia nas escolas?

Roberta: Ela não pode ser o centro da aprendizagem. A gente não pode querer ensinar tecnologia, a gente tem que querer ensinar alguma coisa e usar a tecnologia para que aquilo fique mais interessante para o aluno. O trabalho de tecnologia educacional nas escolas tem que ser em paralelo ao trabalho do professor. Ele não substitui o professor, ele vem para melhorar e para que o objetivo final daquele professor seja conquistado de uma forma melhor. O grande papel da tecnologia na escola é formar cidadãos que usem a tecnologia a seu favor.

Anarruth: Se a escola não faz uso da tecnologia como um aplicativo, na implementação do processo ensino e aprendizagem nos dias atuais, as crianças ficam defasadas, então é muito importante o uso de aplicativos como ferramentas complementares ao processo de ensino e aprendizagem.

Tem mais! No próximo post: a última parte do projeto, com a entrevistas de alunos do colégio Aba com os seus colegas!

[tw-divider][/tw-divider]

Quer saber mais sobre a Guten?

Acesse o site: www.gutennnews.com.br

Confira o conteúdo do Guten News: www.gutennews.com.br/webapp

 

Compartilhe nas redes:

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.

Compartilhe nas redes: