EducaçãoDesenho animado é coisa de criança ?

25 de abril de 2017

Na semana passada, nós falamos sobre como as animações são importantes para o público infanto-juvenil (leia o post aqui). Continuando com a temática de desenhos animados, hoje vamos falar um pouco sobre como eles estão presentes na vida dos adultos. Os desenhos animados são produzidos, naturalmente, visando atingir um público específico. Mas se notarmos, a...

Na semana passada, nós falamos sobre como as animações são importantes para o público infanto-juvenil (leia o post aqui). Continuando com a temática de desenhos animados, hoje vamos falar um pouco sobre como eles estão presentes na vida dos adultos.

Os desenhos animados são produzidos, naturalmente, visando atingir um público específico. Mas se notarmos, a maioria das animações veiculadas em redes de TV, aqui no Brasil, são destinadas ao público infanto-juvenil. Existe um senso comum de que desenho animado é “coisa de criança”. Será que é mesmo?

A importância da animação vai além das fronteiras da infância.  Ela tem uma relevância atemporal, pois promove a interação entre pessoas, sejam elas de gerações, lugares e/ou culturas diferentes. Exemplo: um longa-metragem animado de grande sucesso em faixas etárias bem diferentes, é Toy Story. Porque ele agrada tanto? Quando criança, pela conexão com os brinquedos. Quando adulto, pela conexão com a infância.

Sabemos que existem desenhos voltados exclusivamente ao público adulto (South Park, Family Guy, e Bojack Horseman são alguns exemplos). Muitos deles, têm essa classificação, por apresentarem conteúdos sexuais, violência explícita, entre outros, e há aquelas animações que abordam temas sociais e assuntos do cotidiano de forma séria e inteligente. Paralelo à esses dois tipos de animação, têm aquelas que tratam de assuntos sérios, do nosso cotidiano, mas de forma leve e divertida, e que inclusive, são apreciadas pelo público infantil.

Listamos aqui, algumas dessas animações:

1. Bob’s Burgers
Uma série conhecida por sua originalidade simples e seu humor inteligente. A séria trabalha de forma inteligente, cada personagem, e faz com que o telespectador se identifique com eles. Alguns dos assuntos que a série aborda, são: relações familiares, relação entre pessoas diferentes e o feminismo.

 

 

2. Os Simpsons
Essa é uma série já conhecida do grande público e agrada gerações diferentes.
Os Simpsons faz uma crítica ao estilo de vida Norte Americano. Tratam assuntos sérios de forma sarcástica e inteligente. Em muitos episódios, podemos notar a abordagem de temas reais, de forma lúdica.

 

 

3. Over the Garden Wall
Um desenho que consegue ser bonito e bizarro, ao mesmo tempo. Uma ótima opção para quem gosta de suspense, a série de 10 episódios deixa o telespectador intrigado com os acontecimentos. O enredo é muito agradável e sua estética até sugere uma infantilidade, mas vendo os episódios, você começa a ficar com uma sensação de que algo está errado ali.

 

Por fim, respondendo a pergunta feita lá no título: desenho é “coisa de criança” e também “coisa de adulto”. Assistir a desenhos animados nos faz voltar à uma época especial. Se você que está lendo isso for um adulto, sabe muito bem do que estou falando. Vai dizer que faz muito tempo, desde que assistiu a algum episódio de Caverna do Dragão, Os Flintstones, Pica-pau ou Tom e Jerry ? O motivo pelo qual esses desenhos que citei estejam sendo exibidos, na TV, por décadas, é o interesse do público. Talvez por um hábito criado, ou pela segurança de saber o que vai acontecer em cada episódio. Independente do motivo pelo qual gostamos tanto de desenhos animados, temos que parar de relacionar essa arte às crianças, de forma exclusiva, e assumir sua importância dentro da nossa sociedade.

Leitura transforma

Siga a Árvore nas redes sociais /leianaarvore

   

Copyright © 2021 Árvore. Todos os direitos reservados.